Revista Sanitário #2 será lançada sábado na despedida do Coletivo WC

Primeira tira do Coletivo WCEm 24 de julho de 2010, foi postada a primeira tirinha no recém-criado blog do Coletivo WC. Naquela época, o grupo contava com cinco colaboradores. A princípio, foram convidados apenas quadrinistas amigos, mas à medida que as postagens aconteciam, mais pessoas tomavam conhecimento da existência do WC e esse número cresceu rapidamente.

Mas não é a quantidade de participantes que interessa. Ao longo desses três anos de existência, o grupo saiu da internet (WC é uma referência a webcomics, quadrinhos criados para ser publicados e lidos na internet) e fez em 2011 o seu primeiro zine, com tiragem de apenas 100 exemplares e uma pequena amostra das tirinhas publicadas no site. Samuel de Gois e Ricardo Jaime o levaram ao FIQ (Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte) para distribuir entre os participantes do evento. Foi a primeira vez que a logo do papel higiênico com um lápis no meio (criada por Hindemburgo Rolim) se fez conhecer aos olhos distantes.

A necessidade de ir sempre além levou os quadrinistas a lançar em 2012, no segundo aniversário do coletivo, a primeira edição da sua revista, a Sanitário. O nome é uma referência ao trocadilho no nome do grupo, e o tema “O mundo ainda não acabou” foi escolhido por causa da fatídica previsão maia. Com 40 páginas em papel couché em preto e branco e tiragem de 1000 exemplares, a revista foi um grande passo adiante, distanciando um pouco mais o grupo do amadorismo em direção a uma abordagem mais profissional dos quadrinhos.

Jorge (presente, mas fora de quadro), Thaïs, João, Will, Manassés, Lauro, Thiago, Ricardo e IgorO primeiro lançamento foi realizado em João Pessoa, na Comic House, uma verdadeira casa para os leitores de quadrinhos da cidade. À medida que o tempo passava, fomos ficando cada vez mais surpresos com a quantidade de pessoas que comparecia. Familiares, amigos, entre outros, estavam lá, curiosos, para ver o resultado dessa produção talvez inédita de um grupo de quadrinistas paraibanos independentes. Se valeu a leitura ou não, fica a critério de cada um.

Mas valeu a experiência. Após o primeiro lançamento, conseguimos realizar outros em Areia, Brasília, Manaus e São Paulo. E decididos a levar a experiência adiante, começamos ainda em 2012 a definir os detalhes da segunda edição. Votamos no tema, definimos os quadrinistas a serem convidados, escrevemos e desenhamos as histórias, escolhemos a capa, mandamos pra gráfica. Falando assim até parece fácil, mas foram meses de discussões onde a unanimidade não costumava dar o ar da graça.

Capa da Sanitário #2O resultado está aí, prestes a sair da gráfica e ser lançado. Mais uma vez, com capa (e diagramação) de Igor Tadeu. Mantivemos o formato da revista, mas mudamos os materiais e o acabamento. Nessas 88 páginas em papel offset preto e branco, os quadrinistas do Coletivo WC Igor Tadeu, João Neiva Peregrino, Jorge Elô, Lauro Perazzo, Will Simões, Rodrigo Leão, Samuel de Gois, Thaïs Gualberto, Thiago C.A. Leal e Val Fonseca apresentam suas histórias inéditas junto aos convidados Rafael Campos Rocha (Deus, Essa Gostosa), Cristina Eiko (Quadrinhos A2) e Paulo Crumbim (Quadrinhos A2 e Gnut).

Da mesma maneira que no ano anterior, o lançamento foi marcado para julho, mês de aniversário da estreia do grupo, e temos o Centro Cultural Espaço Mundo como parceiro. Este ano, a revista será lançada dentro das atividades da Semana do Audiovisual, antecedendo o show da banda pernambucana Bande Dessinée (do francês “banda desenhada”, “história quadrinhos”).

Entretanto, após esses três anos de convivência o Coletivo WC resolve se separar. O intento do grupo foi, desde o início, movimentar a produção independente de histórias em quadrinhos na Paraíba. E consideramos esse objetivo alcançado. Antes de criarmos o grupo nos perguntávamos quem mais estaria produzindo quadrinhos autorais no estado. Entre inúmeros aspirantes a quadrinistas da Marvel e DC, que tem seus próprios estilos e méritos, conseguimos encontrar em João Pessoa, Campina Grande, Lagoa Seca, Bayeux, entre outras, autores mais interessados no ainda chamado mercado alternativo e que queriam dar vazão à sua produção.

flyerO fim do Coletivo WC não implica no fim dos quadrinistas do Coletivo WC. Continuaremos produzindo, individualmente, novos grupos surgirão com alguns de nós e com outros quadrinistas também. Esperamos que a existência do coletivo não se apague da memória cultural do estado e sejamos sempre lembrados, pelo nosso esforço em promover e divulgar o quadrinista paraibano e, claro, pelos nossos próprios quadrinhos.

Lançamento da revista Sanitário #2
Dia: 27 de julho (sábado)
Hora: 20:00
Local: Centro Cultural Espaço Mundo (Praça Antenor Navarro)
Valor da revista: R$ 15,00
Anúncios

Sobre Coletivo WC

Coletivo de produção e divulgação de webcomics na Paraíba.
Esse post foi publicado em Sanitário. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s